sexta-feira, 25 de março de 2011

6 anos

O último post era sobre a dificuldade de crescer.
É verdade que conforme os filhos crescem, apercebemo-nos do tempo que passou e falando por mim, ter uma filha com 6 anos, faz-me olhar para trás e quase não reconhecer a vida que tinha à 6 anos atrás!!!
Tudo ganha uma dimensão e perspectiva completamente diferente quando se tem filhos, principalmente quando se tem mais do que um.
Os meus medos, as ânsias e os desejo são reformulados, e perdem muitas vezes sentido, porque passamos a dar lugar à alegria, à esperança e à partilha!
Não podemos deixar que os nossos filhos cresçam com medo de crescer, não podemos permitir que não tenham espaço para ser crianças e dessa feita muito passa para 2º plano.

A minha Matilde fez 6 anos e em comparação, nestes 6 anos eu cresci tão infinitamente quanto ela...

1 comentário:

A. M. disse...

Eu eu também, cresço com as tuas aprendizagens, com as dela,... Quando ela nasceu senti pela primeira vez na vida uma amor comparável com o que chamam de incondicional. Isso é a maior aprendizagem que pode existir. Amar alguém assim, senti-lo, não é só uma aprendizagem, é um privilégio. Obrigada.