sexta-feira, 21 de abril de 2017

O Crisma

Foi durante a preparação da Matilde para a Primeira Comunhão que soube que por aqui o Crisma se faz aos 12 anos, no fim do Ensino Primário.
Dado existirem Escolas Públicas Católicas as crianças assumem o seu compromisso no final desse ciclo.

Como é óbvio, portuguesa, católica e catequista isso fez-me imensa confusão. E a primeira reacção foi que ela faria o Crisma um dia mais tarde em Portugal!
Mas com o tempo a ideia foi ganhando forma.
Ela estava cada vez mais próxima do seu grupo de amigas e havia de facto uma caminhada juntas.

Em 2015 a Marta ligou-me para me convidar a testemunhar o seu Crisma. Também ela na altura com 12 anos, também em Itália se faz o Crisma com 12 anos! Afinal, não era só aqui!
E eu fui, e testemunhei que um Crisma aos 12 anos é de facto muito diferente de aos 16, 18 ou 20, claro!
Mas essa diferença fez-me perceber que não era necessariamente negativo!

Lembro-me em imensos Crismas, jovens de 16 anos (e por vezes mais velhos) ficarem desiludidos por não se sentirem diferentes depois do sacramento. Por não terem sentido "uma chama", por não terem visto "fogo de artificio".

Aos 12 anos nenhuma criança espera nada disso. Encaram receber o Crisma com uma enorme naturalidade e os compromissos que estabelecem são verdadeiros e realistas.


Não fico com a certeza que é melhor fazer aos 12 do que mais tarde, até porque sabendo que é um sacramento de opção própria, em que quem o recebe assume seguir Cristo para a Vida o melhor é ser uma escolha adulta.

Mas faz parte desta nova vida., descobrir e aceitar, que tanta coisa que eu sempre dei como certa, é agora diferente. E a verdadeira forma de nos integrarmos numa nova cultura é aceitar o que de diferente ela nos dá, sem julgamentos ou preconceitos.

Ter uma filha Crismada com 12 anos é sem dúvida uma prova disso.


terça-feira, 18 de abril de 2017

Março já passou e que mês que foi.

Tal como tinha dito foi um mês cheio para todos, mas em especial para a Matilde.
Na agenda para além do aniversário e do Crisma, foi esquiar, fazer scuba diving, acampou, teve mais um torneio de futebol (onde não conseguiram lugar para a final), cantou ao vivo no National Children's Choir of Ireland acompanhada com Orquestra ao vivo e ainda foi ver a Irlanda a jogar com a Islândia no Aviva Stadium.

Que mês que esta miúda teve.
Mas que bom que é.
Fazer 12 anos, conseguir ter avós, tia e nós todos juntos e passado uma semana a mesma receita para o Crisma.

Eu fico de coração cheio, tão cheio que transborda e se esfrangalha num estado de ansiedade total.
Vê-los crescer de facto custa mais, do que alguma vez imaginamos...









terça-feira, 14 de março de 2017

ainda a propósito do dia da Mulher

Com os anos descubro que sou cada vez mais feminista.

Engraçado que em adolescente, cheguei a achar que as feministas eram irritantes.

Afinal descubro que o sou.
Sim, sou feminista.
Sim acredito que antes de chegarmos a um equilíbrio ainda existem muitos limites a quebrar.
Sim acredito que o principio humano nada deve ter a ver com géneros.

Mas é lixado ver que o mundo ainda é dos homens e que é muito mais fácil para eles. Aí o quanto isto me irrita!




terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

...

E em dia de Carnaval só me apetece dizer: "Ao menino e ao borracho, põe-lhe Deus a mão por baixo"!!!

Eu sei parece demasiado popular, mas é mesmo isto!
Entrar na Quaresma de coração cheio e com tanto, tanto para agradecer e mais tanto e tanto para ansiar...


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Festival da Canção

Encontrei uma perfeita explicação para o Festival da Canção.

http://quadripolaridades2.blogspot.ie/2017/02/ja-fui-ao-brasil-praia-e-bissau-angola.html

E agora que já ouvi todas e já percebi o formato, não me sinto nada entusiasmada a seguir a segunda fase.
Afinal, eles prometeram mas não conseguiram melhorar muito!
Pena...

E sim eu sou daquelas que sei as musiquinhas todas, todinhas, do tempo do antigamente!!!




quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Fevereiro

Janeiro é o mês de começos, é o mês das resoluções, das promessas.
É um mês grande, demora a passar. O dinheiro fica mais curto e as resoluções são muitas vezes difíceis de conseguir.

Fevereiro quando chega, faz-nos sentir que vai passar num instante.
Que nada de importante acontece em 28 dias.
Mas este 2017 está mesmo carregado de acontecimentos.

Afinal é possível acontecer muita coisa neste pequeno mês.

Tenho andado entusiasmada e claro, receosa, ou não fosse eu!
Mas os planos estão mesmo a ganhar forma. E passo a passo conquistamos mais etapas e ganhamos mais sonhos.


quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

cinema

Na semana passada (eu e as mais novas) fomos ao cinema ver o filme: A Bailarina.
O filme estreou no Verão e da turma de ballet de Mariana, era ela a única que ainda não o tinha ido ver.

É um filme sobre sonhos, inocência, conquista e esforço.
Adorei.

Ando numa fase em que me apetece mesmo ir ao cinema.
E por isso este fim de semana, fui ver o filme "Jackie". Não é o tipo de filme que por norma veja no cinema, mas a verdade é que eu gosto deste tipo de filmes e acabo por nunca os ver, porque depois acabo por me esquecer deles.

Espero esta semana ir ver o La La Land. Já ouvi todas as músicas (que adoro) e tenho a certeza que ainda me vou apaixonar mais pela Ema Stone, que adorei que tivesse sido a namorada do Homem Aranha!

Em Março com os anos da mana mais velha, da casa e com visitas espero conseguir mais que uma sessão de cinema, mas aí a 2!